quinta-feira, 23 de setembro de 2010

MINHA MELHOR LIÇÃO DE VIDA..e eu nem sabia!

***UMA VIAGEM QUE TD MUNDO TEM QUE FAZER:  Para dentro de você mesmo...***

Eu postando duas vezes na mesma semana? Dois dias seguidos??Vontade de falar,falar,falar...
sei lá..Essa postagem é diferente.. é um das poucas aqui que tem um lado mais pessoal..E por coicidência fala de viagens também..Foram viagens reais,de fato..mas todas me levaram a uma só..uma para dentro de mim mesma..
Nesse post não tem dicas de viagens,nem passeios e nem publicidade de parcerias..tem um relato da minha vida,que conta um pouco de tudo que eu sou,ou do que eu aprendi a ser...

Pensando na vida  fiz uma viagem..um vôo direto ,sem escalas nem conexões..fui  o mais longe que podia dentro da minha alma e digitei..digitei compulsivamente tudo aquilo que vinha na minha cabeça,sobre eu mesma..Foi  de uma vez só..levantei a cabeça e ja tinha terminado..Lavei a alma,coloquei pra fora, revi coisas lindas e signficantes da minha vida.Para sempre...E para quem se interessar e tiver saco( o texto é muito longo) aqui vai o relato da viagem mais significativa que fiz na minha vida...Peço desculpas por algumas palavras abreviadas ou sem a pontuação adequada.Como disse ,foi tudo escrito por impulso..As fotos aqui postadas são imagens colhidas na net..As minhas fotos verdadeiras que agora ilustrariam essa postagem infelizmente as perdi devido um virus no computador..  :-(

por do sol no sertão... belo..tem vida nesse lugar SIM!
Bem,acho que todo mundo que visita o blog me conhece bem,e conhece a proposta do blog e como ele surgiu.Escrevi sobre uma viagem que fiz com meu filho pequeno,forma surgindo dúvidas,fui dando dicas..e a coisa foi crescendo,crescendo..parcerias e amigos,seguidores e  dicas foram aumentando,e hoje o blog virou esse canto aqui que vocês conhecem bem.Aqui relato as viagens e passeios que faço com meu filho,procurando ajudar outros pais que queiram passar por essa experiência.Experiência sem dúvida maravilhosa...
Mas  a viagem mais marcante que fiz na vida eu estava sozinha.Não fui para longe,não fui  para fora do País,nem sequer sai do meu Estado...mas eu cresci como nunca na minha vida...

Google Imagens
Eu sempre fui apaixonada por passeios,viagens.. só que não tenho grana para realizar todos meus sonhos..e isso nunca escondi de ninguém..Vivo falando isso aqui no blog,aliás até procuro dar dicas de passear muito gastando pouco,coisa que aprendi como ninguém!!Minha primeira viagem eu tinha 7 anos e viajei sozinha de avião,para visitar parentes..e acho que foi aí que me apaixonei pela experiência.E os anos foram passando,e ai elas foram chegando: cidades próximas, depois a viagem que quase toda adolescente faz para a Disney,mais tarde algumas viagens de moto com meu marido, depois outras pela faculdade...e a paixão e o sonho de rodar o mundo,fosse de avião,de carro,de moto foi crescendo cada vez mais.E então passei a trabalhar em uma empresa que me permitia viajar com facilidades..O que de fato me abriu muitas portas para viajar e conhecer lugares,e  que se não fosse através do meu emprego eu não sei se teria ido..enfim,realizei alguns sonhos que relatei aqui para vocês..Alguns dos quais eu sonhava ainda criança,e sem dúvida é muito gratificante.

Mas a vida é muito engraçada..e tudo tem o seu preço...Apesar de poder viajar para onde fosse ,eu não estava feliz..não sei se vocês me entendem,mas ali eu vi que dinheiro definitivamente não é tudo.Eu tinha grana, viagens, e uma rotina de vida maluca,e sinceramente..hoje olho pra trás e sei que o melhor que fiz na vida foi o dia que assinei minha carta de demissão..meu futuro naquela hora era incerto..como é até hoje...Mas por varios motivos que não cabem aqui,eu sei que foi a decisão certa: o mundo gira, a vida passa e o tempo é muito curto..não cabe a gente ficar aqui pensando em arrependimento...Eu sou muito impulsiva..eu quero as coisas para ontem,e se elas não me agradam,eu pulo fora..simples assim...

Hoje tenho um trabalho muito simples,comparado ao antigo...
E não vou dizer que é o céu,mas também não é o inferno...eu tenho minha consciência tranquila,porque eu tenho uma coisa que antes não tinha: paz!!Eu não suporto comentarios do tipo: "ah,ontem você trabalhava com isso,ganhava "x" e hoje você faz aquilo"...
Falando de trabalho eu ja fiz de tudo,pois pra mim não tenho frescura com trabalho..Aliás,tive que trabalhar para ter minhas coisas..e porque eu quis assim!!Nunca gostei de depender de ninguém pra nada. Já fui estagiária,recepcionista,vendedora,..e já trabalhei na minha profissão de formação,que para quem não sabe..sou Assistente Social.

E é aqui então que essa história começa. Não atuo mais na área e sinceramente não tenho vontade.Me cansa e  me magoa caminhar na contramão do "sistema".Porém se um dia me aparecer uma oportunidade e se eu achar que é valida...eu tô lá!Na verdade,a experiencia mais marcante da minha vida,sem dúvida,foi através desta profissão.E por ironia do destino,teve a ver  com VIAGENS.

Fiz um mergulho dentro de mim mesma,numa fase que precisava disso,precisava me encontrar e graças a Deus tive a chance..revi minha vida,meus valores...
Tenho lembranças maravilhosas.Estava em casa, meu filho  com uns 6 meses e eu precisava respirar..estava me recuperando ainda de uma depressão pós-parto,da qual não tenho a menor vergonha em assumir que tive.Hoje sei que é uma doença e não uma simples frescura.Foi uma fase muito difícil e eu precisava sair um pouco da rotina de" mãe-filho"..precisava ter outra coisa na minha vida,ver o mundo,sai de casa..

Google imagens: cena típica da região
E então fui chamada para fazer um trabalho para o Governo Federal..eu como assistente social tinha que ir em varios municipios do meu Estado,durante um ano todo.. avaliar a vida de pessoas muito simples e fazer uns relatórios..(resumidamente era isso..não vou expecificar muito o trabalho porque não interessa expor aqui os detalhes).E foi a coisa mais gratificante que fiz na minha vida toda.
Viajava umas 2 vezes na semana,saia cedinho e voltava no fim do dia..eu escolhia o dia e meu roteiro.Eu saia de ônibus de manhã cedinho e mergulhava no sertão nordestino adentro...lugares onde só se chegava de carroça..lugares que nunca vou me esquecer.....pobreza e cenas que então nunca tinha visto com meus próprios olhos...E honestamente,eu achava que já tinha visto de tudo na vida.

vi tanto essa cena,andei por esse chão,desviei dessas ossadas...
Sabe aquelas cenas onde você vê as ossadas do gado morto de sede e de fome no meio do nada?.Achei que nunca fosse ver isso..tropecei em caveiras de boi no meio do sertão..vi outros morrendo na minha frente..agonizando com a sede e  a fome.Vi com meus próprios olhos o vaqueiro comer apenas cacto,porque era a única coisa que ele tinha para comer,já que a seca não deixava nada  sobreviver..vi o lavrador plantar sua própria batata,o menino magrinho correndo pela estrada de barro,levantando poeira para avisar a mãe que "uma moça da cidade tava chegando"..

Cenas inusitadas vão me acompanhar para sempre..As vezes eu tinha ajuda da Prefeitura da cidade,que me disponibilizava um carro e uma pessoa nativa,essa  tinha que ser uma boa conhecedora da região,para ser meu guia..geralmente essa pessoa bem humilde,ora um  vaqueiro,ora um agricultor,motorista...pessoas humildes,simples..Nossa!como eu amava tudo aquilo...

Tem um senhor em particular que jamais vou me esquecer dele..Bravo,meio truculento.Já meio de idade,forte,o autentico "cabra-da -peste- do interior"..dirigia o carro feito louco,passava nas estradas de barro e pedras como se passa por cima de um nada..ignorante,no sentido literal da palavra.Eu passaria umas 5 horas do dia com ele,durante uma semana..Ele calado,acanhado,timido..como todo "caipira nordestino"..Não falava nada comigo.Só eu e ele nas estradas.
Só que tem um detalhe comigo:  eu falo.Falo muito...rápido..e o tempo todo...(rsrs)
Google imagens:O trabalho árduo não para..nem a fé em Deus!!
 E ele,meio que sem entender o porque eu parava e olhava para aquela paisagem que ele via todo santo dia: açudes,cactos,vacas magras..e eu com olhos de quem admirava uma obra prima.Ele ficava intrigado e aos poucos  passamos a conversar..afinal era só nos dois no interior do sertão durante horas ..e ele me contou sua vida..me falou dos filhos que mandou para São Paulo,para "ser alguem,ja que ele não consegiu ser",dos seus medos,seus sonhos,e de repente conversavamos sobre a vida,profissao,filhos,mostrávamos um ao outro fotos  dos nossos filhos...

E ele ,apesar de aparentemente tão diferentes em tudo,ele entendeu minha cabeça,meus medos,minhas paixões..e por iniciativa própria,ao me ver fotografar as juremas ( jurema é uma planta tipica do sertão nordestino..é  cheia de espinhos..praticamente a unica vegetação que sobrevive na seca),parou o carro,de um angulo que ele achou bom e falou: "vai ali ó..fotografa desse lado!,vai aparecer o açude,vai ficar mais bonito..."
E ai,viramos amigos..e ele foi me contando a historia da regiao,sobre as plantas, os animais...em cada casa que eu ia vistar para fazer meu trabalho,ele ficava me esperava na porta..As vezes quando eu acaba de fazer o que tinha que ser feito eu entrava no carro correndo..e ali,eu chorava por uns 5 minutos...
senhoras e senhores..lhes apresento: a Jurema!!
 Eu chorava porque vi coisas que nunca achei que fosse ver..crianças de 10 anos pesando uns 10 quilos...morando em casas de barro,banheiro não existia e a unica comida era aquilo que plantavam.
Isso quando a seca deixava..senão o único alimento são as "palmas",que são os cactos,que na fome eles fazem sopa com eles e os comem.

Google imagens:entrava em casas de barro assim,que eu mal cabia em pé dentro delas...banheiro não existe
 Eu engolia o choro e tentava escutar o relato imparcial...mas dentro do carro,eu desmoronava..Quem me conhece sabe que eu choro com tudo: choro de felicidade,de tristeza,de saudade..e aquilo tudo acaba comigo por dentro...Ele (esse senhor que virou meu amigo) me  esperava calado..quando me via enxugar os olhos e por os oculos escuros de novo,ele,na sua calma de sempre só perguntava: "ja pode ir para a proxima??"

E assim foi nosso trabalho nessa cidade.Esse senhor não sabe,mas ele é uma das minhas melhores lembranças da minha vida.E o combinado (e pago) pela Prefeitura seria ele me deixar na rodoviária dessa cidade no meu ultimo dia.Ele estava em seu proprio carro.Mas ele fez mais que isso:Ele me trouxe em casa,na minha cidade..fez questão!! Uma viagem de duas horas da rodoviaria até a minha casa.Disse que me levaria e no caminho ,muito sério,como sempre fora esses dias ,me disse:

"moça..sabe..eu nunca falei da minha vida assim pra ninguem.Você é "danada"...(ai ele sorriu) e disse: você é simples,especial.não mude.Que Deus lhe acompanhe e proteja você e seu filho."


a prova da esperança no meio do nada...
 Eu nunca vou me esquecer disso.Eu nunca vou me esquecer desse senhor.Isso foi a melhor coisa que alguem me disse,a maior prova de confiança,de valores quebrados,de como uma conversa ,a sinceridade e a espontaneidade podem abrir portas.Gratificante,eu não teria outra palavra para definir.Eu não respondi.Sorri.Agradeci e na mesma hora pedi a Deus que olhasse por esse homem pra sempre.

(Pausa aqui para falar da minha fé).

Eu não gosto muto de falar em religião..acho que cada um tem a sua...mas minha fé é uma coisa muito forte dentro de mim,embora não pareça,embora eu não fale,embora eu não frequente assiduamente "templos" como gostaria de ir..se bem que não dependo de templo,de religião(embora eu tenha a minha),ou de amuletos..Eu creio.Muito.E tem algo dentro de mim,que me faz elevar uma prece,seja de agradecimento,de perdão,de qualquer coisa..em qualquer hora,em qualquer lugar.É só me dá vontade.Simples assim.

E durante essas viagens,várias vezes no meio do sertão,no meio do nada...eu parei e eu rezei...olhando literalmente para o nada..Alias..voce ja vi o nada??

Eu vi durante essas viagens.Sabe olhar até onde sua vista alcança e não ver nada??? só o barro  seco..e debaixo do sol de meio - dia, o barro ardia os olhos e fazia queimar e cair lagrimas dos olhos,tamanha a secura...e a claridade  do nada refletida  arde nos olhos,na pele..e arde na alma.E as crianças brincavam no terreiro,correndo atrás das galinhas,felizes..a menina só de calcinha e a barriga estufada ,e de pés descalços brincava com sua boneca de uma perna só..alheia a tudo aquilo a sua volta...

E mais uma vez me senti perto de Deus.A religiosidade e a fé é algo muito forte no interior do Nordeste.Eles não tem comida,não tem água,não tem casa,mas tem uma fé inabalável...Toda cabana,todo barraco tem um ou altar, ou uma bíblia ou um terço..onde a familia agradece o que colheu..Isso é notório na quantidade de festas religiosas que se comemora no interior do Nordeste..A fé é algo que faz parte da vida deles..percebi isso,aprendi ao vivo..muito mais do que em qualquer livro,do que em qualquer documentario.

Deus está ali.Na fé daquele povo,está na flor que nasce no meio dos cactos..está no por do sol mais lindo do mundo,que é  no meio do sertão...(e quando isso acontece o mundo fica laranja e azul... e o único barulho que se ouve é o tilintar distante do sino no pescoço de alguma cabra...)
Deus existe ,e traz com ele todo dia a experança de um futuro melhor pra aquela gente...Um exemplo a ser seguido por aqueles que tem tudo e não se lembram de agradecer.
Minha fé vai comigo onde eu vou.Não tenho vergonha de dizer que ja rezei no alto da montanha de neve,ja rezei olhando para as cataratas,ou bem no meio do sertão,e até dentro do mar...qualquer hora ou lugar é O momento para se elevar uma prece..porque não??

Adoro fazer amizade...quem me olha não acredita.Tenho cara de brava,de séria,na verdade de "metida", é o que dizem..rsrs..acho que por isso se surpreendem.Acho engraçado.Nessas viagens eu voltava para casa cheia de "presentes" oferecidos por eles: saco de farinha,feijão verde,espigas de milho colhidas do quintal... que coisa,que exemplo de vida!
O pouco que tem eles repartem..e os que muito tem???( mais um exemplo)


Esse trabalho também rendeu cenas inusitadas e engraças..como quando tive que pular uma cerca de arame farpado para entrar em uma propriedade,e ainda fugi de  uma cabra..sai correndo de volta para o carro e tive que esperar o dono do bode aparecer e vim amarrar o bicho!!!kkkkkkkk!!

E outra,a melhor de todas..eu entrevistava uma senhora,muito velhinha..muito humilde..e notei que enquanto a entrevistava,ela não desgrudava os olhos do meu piercing no nariz..olhava com cara de nojo...achei engraçado e fingi não notar..até que fui me aborrecendo,não porque ela estranhava o objeto,até porque sei da diferença de cultura, e etc..mas me aborrecia  porque ela não tava prestando atenção nas instruções que eu estava dando a ela..até que ela não se conteve e soltou essa:

"minha filha...isso é furado né?? porque vc fez isso..vc tão jovem,tão bonita..
minha filha..que usa isso no nariz  é o boi !!!"

Não me contive e soltei uma gagalhada..achei a comparação dela com os touros que usam argolas no nariz muto engraçada..e pensei: "e não é que é verdade"" ;-)


Nessas viagens,vi bezerro nascer ali,na minha frente...cair no chão todo sujo de sangue e em minutos sair andando ao lado da mãe..e sim,na mesma hora lembrei do meu filho,em casa com minha mãe!! Vi uma das cenas mais fofas: o nosso carro parar para uma familia de galinhas-d'angola" passarem no meio da única estradinha de barro...Cenas que infelizmente não tem registro.As poucas fotos que tinha,um virus no computador apagou tudo... As imagens aqui colhi na net para ilustrar o post,mas estão frescas na minha mente pra sempre...como se tivesse sido ontem.Cresci nesse ano de sertão adentro como não cresci em 23 anos,na epoca.

Pegava carona no meio da rua,com quem fosse..as vezes eu caminhava sozinha no meio do nada(algumas cidades a prefeitura me disponibilizava carro e motorista,como no caso do senhor que citei..outras não podiam oferecer nada); e aí alguem passava e me oferecia carona.Em minutos,mais um amigo.
Por vezes almocei "de favor" na casa de pessoas que nunca vi antes..me ofereciam abrigo,descanso,comida e agua...Hoje conto isso e me chamam de louca..eu devo ser mesmo..dou risada quando escuto isso.

Me lembro após um almoço desses,eu sentava na varanda de uma fazenda e discutia politica com um senhor de 80 anos que eu nunca tinha visto na vida!Ele me mostrava o ponto de vista dele,e eu o meu..um barato!!

Depois pegava minha bolsa e seguia em frente..No interior é muito comum as "moto-taxi".Fazia algumas visitas com elas,quando era muito longe.Pagava do meu bolso,e na maioria das vezes,no término do tabalho o motorita não aceitava..pois ele  virava meu amigo e me dava "carona"! Generosidade existe e muito no nordeste!!Em muitas cidades fiz todo o percurso a pé.Andava no meio do nada, nem sentia a hora passar.Comia o que me oferecessem,o que tinha na bolsa...mas alimentei minha alma.Vi coisas horriveis,casos tristes,cenas chocantes de fome,de doenças,de abuso,de maus tratos,de abandono.Abandono familiar,social,politico...


Lembro da mãe de 60 anos com o filho tetraplegico e com paralisia cerebral.Um dos casos que mais me marcou nas visitas.Ali só morava ela e o filho.Entrei na casa e ela, calmamente dava mingau( farinha de trigo e agua,apenas) para o filho na boca dele enquanto eu a entrevistava..ele tinha 18 anos!Na mesma hora segurei as lagrimas e lembrei do meu filho.Agradeci a Deus pela saúde dele..e chorei.Chorei feito criança no carro.Pedi perdão por todas as vezes em que reclamei em ter que me levantar no meio da noite para fazer mingau ou trocar fraldas..eu pensei:

"meu Deus..essa senhora tem 60 anos..faz 18 anos que ela faz isso TODOS OS DIAS...e vai fazer até o fim da vida dela..e eu so vou fazer por alguns anos e estou reclamando??"



E ate hoje não sei se essa senhora ainda é viva.E não posso deixar de pensar em qual será o futuro do filho dela,no dia que a mãe se for.Eles moravam sozinhos.E depois de um ano nesse ritmo,fiz  então a minha ultima viagem a uma dessas cidades...no onibus pensava em tudo que vi durante esse ano..na comida que teria na casa da minha mãe esperando por mim...e nas tantas casas que não tinham o que comer..pensei na minha vida..nas coisas que eu já duvidei ..e mais uma vez aquilo me dizia que a gente nunca,nunca deve deixar de acreditar naquilo que significa algo para a gente..Cheguei na casa da minha mãe já era noite...o meu trabalho ali não tinha terminado..A minha vida ,minha NOVA vida,meu novo EU,que tava só começando...

Definitivamente a música está certa:
"..Não há ó gente,oh não..luar como esse do sertão.."
 Sabe..eu acho que tudo tem um propósito na vida.Eu nunca mais trabalhei como assistente social.Esse foi o meu último emprego na área.E talvez seja só para passar por tudo isso que eu tenha feito essa faculdade..( que no meio dela pensei em desistir tantas vezes) ..quem vai saber das vontade de Deus??Agradeço por essa experiencia...Depois apareceram outras oportunidades,mas não deu certo.Eu não aceitei.Não cabia.E a vida segue.Eu nunca mais esqueci de nada que vi e que passei ali..e isso serve como um "guia" para mim até hoje.

Sabe,eu não me incomodo com status,odeio quem mede as coisas pelo valor que ela tem...eu não tenho certeza de nada nessa vida,só de uma coisa: quando ela acabar o que fica é só aquilo que a gente passou ,o que você fez por voce mesmo,pelos seus e pelos outros,pelo mundo..Eu acredito nas coisas simples da vida..e não é frase feita,nem um clichê...eu faço minha parte.Agradeço de coração pelo o que eu sou,pelos meus valores e minhas crenças..pela minha familia...se a missão de minha mãe era criar filhos livres de preconceitos e com a capacidade de viajar sem sair sequer de dentro de casa..ela conseguiu!

Eu sou assim...é por isso que quero mostrar o mundo ao meu filho..como vou fazer isso,agora?..sem a facilidade de viajar de graça pelo mundo todo atraves do emprego que eu já tive???Sinceramente eu não sei...mas sei que Deus mostra o caminho..quero que meu filho saiba que é preciso respeitar o próximo.Quero que ele veja que existem diferentes culturas e diferentes formas de pensar, e que ninguém é dono de nada...muito menos da razão.Quero que ele saiba que a gente está aqui no mundo  de "favor",para tentar aprender a ser uma pessoa melhor.Quero que ele saiba a água um dia acaba,que ele tem que zelar pelo planeta dele.Que não existem diferenças entre as pessoas...não existe diferença entre religiões..somos filhos de um único Deus,e que mesmo assim temos que amar e respeitar quem não pensa assim...

Eu sou adaptável ao meio..eu posso amar estar em um hotel luxuoso em Paris,(não,eu nunca fui a Paris)como posso ser feliz da mesma forma em uma cabana no interior do meu proprio Estado...queria que ele fosse assim...mas cada ser humano é unico.Cabe o tempo mostar isso.A vida é feita de lembranças...e é incrivel como as melhores surgem das pequenas coisas...Uma das outras melhores lembranças de viagem que guardo com carinho  é sentar no chão de um albergue com meu filho no fim do dia e comer um simples pão com queijo que tinhamos na mochila!!!

Planejo ir ao Peru ano que vem...estou na fase de pesquisa,procurando,sonhando,planejando..se vai rolar de fato? não sei.Mas enquanto isso é gostoso planejar,sonhar...se vai dar certo ou não Deus é quem sabe.

Quero muito que Enzo vá comigo..não sei se rola,para variar muitas pessoas não querem que ele vá..Eu acho válido,pra mim não existe um lugar que não seja adequado a uma criança.Já vieram me falar: " vc vai levar seu filho para um pais tão pobre??leva essa criança para a Disney"

Meu Deus..e ele por acaso vive em  num conto de fadas?? a vida é isso..
Quero que ele cresca com esses olhos..na verdade eu ainda não sei se ele vai ser como eu: sonhador,observador,chorão,saudosista..ou se puxou ao pai,mais cético,racional,pensa 10.000 antes de tomar uma decisão ...

E enquanto isso,quero parar de novo em muito "boteco de beira de rodovia" no meio da manhã...e tomar um simples café preto enquanto escuto os "causos" da região..quero ainda sentar debaixo da torre Eifel e comer um sanduiche..quero andar de gondola em Veneza..quero conhecer o Peru,suas cores,sua magia....quero provar as comidas tipicas de cada lugar,quero um pouco da cultura de todos os lugares do mundo,quero rezar para todos os santos e deuses,seja em uma igreja,em um Centro ou no meio do nada...

Quero ter lembranças.Emoções. Porque no fim,é só isso que fica.
Obrigada a todos que tiveram paciencia de ler isso ate aqui e saber mais um poquinho de mim...

È isso.

29 comentários:

Micheli disse...

Amiga, eu adorei o post! Cada linda. Valeu ter lido tudinho e chegado até aqui. Admiro você por tudo o que contou, por tudo o que aprendeu! Você tem garra e sensibilidade. E acredita nos sonhos. Realmente, se não tivermos fé e paramos de sonhar, nos afundaremos em meio às dificuldades da vida. E que não são poucas. Ainda assim, temos de agradecer a tudo o que temos. Tb vivemos super apertados aqui, tb abrimos mão de algumas coisas por conta de outras que consideramos mais importantes. Temos de ter prioridades na vida, dinheiro é necessário, mas não é tudo. Muitos tem dinheiro, mas não tem vida. E isso é muito triste.
Outro dia vc comentou sobre o sonho de fotografar, porque não faz um curso? Vai atrás, você tem capacidade. Sim, comprar equipamentos é muito caro, eu bem sei. Mas a gente começa devagarinho, é assim com todo mundo.
Um beijão pra vc!

Mamãe do Matheus disse...

Oi Ana...
Saiba que seu post me fez chorar...mas chorar mesmo...tava precisando colocar pra fora...
Já chorei bastante hoje...pensando em problemas e tal...e seu post me fez repensar...reavaliar os motivos pelo meu sofrimento...(sofro muito antes das coisas acontecerem...e tô sempre pensando como vai ser o amanhã sabe..).
Obrigada pelas tuas palavras...pode ter certeza que esse post vai ajudar a muita gente!
Amanhã decidi que vou abrir um pouco mais de minha vida no blog...
Fica com Deus amada!Beijos em vc e na familia!
Danny e Matheus!
www.mamysdematheus.blogspot.com

A Mamãe do viajante disse...

Li tudo minha xará que também ama viagens!

Mas se for comentar cada parágrafo vai ficar quase do mesmo tamanho do seu post viu. Me emocionei em certas partes, para você ver como nós ás vezes reclamamos da vida e há tanta gente em situação lastimável.

Legal essa sua descoberta de si prórpia, só vai te fazer bem daqui pra frente tenha certeza!

Também tenho o sonho de conhecer muitos outros lugares, mas a grana ás vezes é curta, o importante é que o sonho não pode morrer nunca.

Vá ao Peru e leve sim seu menino, a melhor herança que podemos deixar para os filhos são estudo e viagens, isso ninguém nunca irá tirar deles. O que fica na mente é a maior recompensa.

Beijocas, um ótimo final de semana minha querida e quem sabe um dia ainda iremos mochilar juntas com os meninos hein?
Aninha.

Giovana disse...

Aninha que viagem linda, viajei contigo nessa sabia? Fui lendo e meio que imaginando tudo e tenho total certeza de que essas experiencias como as que viveu aos 23 anos sao as que mais nos amadurecem, nos faz ver a vida com outros olhos, nos mostram valores e nos faz crer cada vez mais em Deus.

Voce é linda por dentro e por fora, adoraria te conhecer pessoalmente, me identifico muito contigo, tenho esse dom de rezar vendo o sol, rezar vendo o mar, a chuva agradeço por td que vivo, tenho e sou. Tenho um marido militar que pensa 50.000 vezes antes de fazer qqr coisa, que não tem flexibilidade nenhuma pra topar algum convite inesperado que eu o faça e que nao gosta de praia (eu pra compensar sou caiçara) somos preto e branco se é que me entende, mas nos amamos.... amo, amo, amooooooo viajar, mas nao viajo muito ate mesmo por esse jeito dele, td vem antes das viagens, a reforma da casa, o carro, a bicicleta.... affff!!! Mas enfim aos poucos vamos nos adaptando aos nossos jeitos e chegaremos num ponto de equilibrio.

Bom acho q falei demais e pra resumir, venho mais uma vez te dizer que a cada post que leio a respeito de vc minha admiração por ti cresce ainda mais.

Um beijo enorme e como disse o tiozinho la do sertao. Voce é danada, continue assim, com esse coração desprendido de coisas materiais, livre de preconceitos e cheio de vida......

Beijos linda!!!!

Maira disse...

Amiga depois de secar as minhas lágrimas, estou aqui tentando pensar em algo pra ti escrever e as palavras simplesmente "não vem"....fiquei extremamente tocada por tudo mas a parte da seca, das crianças magrinhas acabaram comigo, não consigo parar de chorar.....menina vc. é linda! vou guardar esse seu post com muito carinho e um dia quero/faço questão que minhas filhas leião.
Um beijo no seu coração.

Carla e Élio disse...

Oi! Lindo seu blog... Ainda não tenho filhos (não por opção, mas por forças maiores, hehehe)e sempre comento com meu esposo que quando engravidarmos nossas mochiladas terão que parar... Mas parece que vc me convenceu que isso não é preciso... Valeu!
Se puder visite nosso cantinho
www.expedicaoandandoporai.blogspot.com
Bjs e Boas Viagens!

Bárbara disse...

Adorei tudo o que li...
Triste a realidade do nordestino, e esses politicos fdp que só servem pra nos roubar...
adorei tudo mesmo o que li...
bjs

Mamma Mini disse...

Ana, você é muito especial e generosa. Vc divide suas mais íntimas emoções com todo mundo, tentando melhorar tudo a sua volta, a nossa volta... eu adorei saber sobre os seus trabalhos, e realmente este no sertão nordestino (interior como vc diz) foi realmente muito engrandecedor, ao ler suas palavras, me sentia num filme, isso dava um documentário Ana! E daqueles... e vendo pela sua visão imagino que o homem e a senhorinha, e tudo o que vc viu nunca mais saiu de dentro de vc. Ficou impregnado. Acho legal sim vc bater na tecla das viagens com filhos, de viajar com pouco dinheiro de realizar sonhos de passar tudo isso pro seu filho, de deixar ele ver o mundo como o mundo é. Isso tem muito valor. E concordo com vc quando diz que o que levamos da vida é isso mesmo, são as emoções, acho que são as vivências, as trocas, os momentos com as pessoas que amamos, com as pessoas que se doam pra gente, com as pessoas que nos doamos... tudo isso é muito especial, assim como vc. Adorei tudo. E acho ótimo a possibilidade de vc estar trabalhando na loja de um resort e ter a PAZ que vc buscava. Mais uma prova pra mim de que o dinheiro não mora no mesmo lugar da nossa paz....rs, um beijo e siga sua estrada linda, porque vc é igual a florzinha no cacto, por onde passar, por mais árido que seja, vai florecer. bjs

Gisella Baptista disse...

Ana,
O que dizer de um post como esse, querida?
Primeiro, que minha afinidade com você triplicou! Tenho uma super vontade de viajar pelo sertão nordestino e de fazer alguma coisa para ajudar essas pessoas tão maravilhosas que moram em situações tão precárias. Aqui de São Paulo fica mais difícil, mas sei que um dia ainda acho ou crio algum projeto para essa região, ainda mais porque minha mãe é nordestina e portanto metade da minha família tb!
Amo viajar! Amo conhecer pessoas de outros lugares e culturas, e as vezes me imagino em uma aventura dessas sem rumo e tempo programado, "pousando" onde der e deixando a vida ir me levando pelo seu curso... Pena que me falta a coragem para tanto. Talvez no futuro.
Tenho uma fé muito grande tb. Sou de formação católica, mas tenho estudado cabala, que tem resgatado minha espiritualidade de uma forma muito bacana. Mas rezo sempre em qq lugar, como você! E tenho momentos de uma felicidade tão plena, apenas vendo um por-do-sol,q ue nesses momentos entendo o que chama de "Espírito Santo"!
Sou de questionar muito o sentido da vida, o porquê das coisas e das pessoas, e ainda não descobri minha missão, mas certamente está no Terceiro Setor. Quero muito fazer alguma coisa por essas pessoas que não tem a mesma sorte que tive, como educação, moradia, alimentação, etc.
Não posso descrever o tanto que amei seu post e admiro sua coragem para se expressar de forma tão inteira e honesta.
Você é uma pessoa muito especial e real, que não tem medo de suas inseguranças e muito menos se deixa paralisar por certos limites.
Continue assim! Uma das coisas que aprendi a pouco tempo é que não há nada de errado em querer ter toda a felicidade deste mundo, desde que desejemos a mesma a fim de compartilhá-la com o próximo, o que tenho certeza de que você faria.
Um grande beijo,
Gi (a do fusquinha, hahaha!)

destemperadinhos disse...

Momento inspiração total! Parabéns!
Beijos e bom final de semana
Alexandra

Ivy disse...

Vc sabe que eu leio sempre o blog, mas dessa vez não tem como não comentar...TENHO MUITO ORGULHO DE T TER COMO MINHA AMIGA!!!!!!
Saudadessssssss, muitas saudadesssss

Ivy disse...

Vc sabe que eu leio sempre o blog, mas dessa vez não tem como não comentar...TENHO MUITO ORGULHO DE T TER COMO MINHA AMIGA!!!!!!
Saudadessssssss, muitas saudadesssss

Ioly a dona do verdades... disse...

Ana, quando penso no que mais gostei de ler até hoje, lembro do livro de Chico 'As vidas de Chico Xavier' e 'Paula' de Isabel Allende. E quando me pergunto por que, lembro porque ri e chorei com eles. Pela história de vida bonita que construíram... E é pelos mesmos motivos, que gosto tanto de passar aqui e ler seus causos, suas dicas, seus sonhos. Porque eu me alegro, dou muita rizada e choro, choro.
E isso é viver...
Me sinto viva aqui, com vc.
E aprendo. Toda vez que saio daqui, quero ser melhor do que sou, fazer diferente, melhor, e saio acreditando que posso.
Amiga, que relato/análise comovente, enriquecedor.
Vc é especial, não mude, que Deus abençoe vc e seu filho...

shi disse...

belíssimo post ;)
eu ando refletindo muito a respeito da vida e das coisas todas ... as vezes ficou bem perdida, não sei muito como dar rumo em algumas vontades ... queria conseguir escrever assim abertamente sobre isso, mas ainda não consigo.

beijo no coração e obrigada por dividir coisas boas com a gente.

Ana disse...

Sua experiencia de vida é impressionante.
E vc tá certa proporcionar o mesmo ao seu filho.
Muitas vezes é preciso ver para sentir.
E com certeza o Enzo será um ser humano muito mais sensivel.
Beijos!

Lilian, a mãe do Gabriel. disse...

Olá Ana,
obrigada, obrigada!!! Foi uma graça divina ler seu post...afinal vc estava falando de vc ou de mim? As vezes parecia que era EU desabafando...
Acredito que temos algumas partes espalhadas pelo mundo e COM CERTEZA vc é parte da minha alma...
Pude VER cada parte da sua viagem como se estivesse lá...
Estamos aqui de passagem, putrefando a cada segundo e não entendo como as pessoas podem ser orgulhosas, egoístas.
Obrigada por abrir a sua/minha alma...
Ainda farei muitas viagens com o meu Gabriel, e quem sabe um dia poderemos contar pessoalmente nossas aventuras.
bjo e paz
Lilian MG

Déia. disse...

Nossa amiga, que lindo seu post. Chorei ao ler algumas passagens lindas de sua vida!
Que vida amiga! Quanta coisa você ja passou com seus 29 anos.
Isso é maravilhoso, e isso é o que tem de mais rico neste mundo! Vivência.
Parabéns pelo seu post e por ser essa pessoa tão linda que nao tem medo de dizer o que pensa!
Beijos

Chris Ferreira disse...

Oi Ana,
vou confessar que para ler o post todo tive que fazer em dois passos. Adorei cada linha, cada experiência, cada emoção, cada ensinamento, cada aprendizado.
Muito obrigada por compartilhar essa viagem.
beijos
Chris
http://inventandocomamamae.blogspot.com/

Mi Satake disse...

Ô minha amiga q lindo. Emocionante!
A vida é um mar de um tudo,né?

Pra pensar...
Bejão pra vc e pros seu pequeno!

E vai me ver viu?! rsrs

Si disse...

Oi docinho.... q post mais lindo... comovente... amei conhecer vc, seu cantinho é maravilhoso, e concordo plenamente, devemos buscar nossos sonhos e objetivos e principalmente sonhar sempre..... bjsss

Ateliê Ida e Kika disse...

Ana,
depois de ler essa sua viagem, pensei muito, entrei e saí umas 3 ou 4 vezes do blog e fiquei pensando o que escrever depois de tudo isso.

Bom, eu ainda não sei ao certo, mas posso dizer umas coisas: que você pode ir ou não para Paris e comer um sanduba na Torre Eiffel, pode ir ou não para o Japão e rezar no Monte Fuji, mas o Enzo já está fazendo a melhor viagem que ele poderia fazer.

Insegurança? Todas temos, faz parte do nosso crescimento, mas fique tranquila, pelo pouco que eu conheci de vc e agora, depois de ler e reler tudo isso, posso dizer que ele é uma criança que vai crescer com os melhores valores.

Para você Ana, não importa para onde é a sua próxima passagem, o seu destino vai ser sempre a felicidade.

Um beijo e obrigada pelo lindo post

Claudia disse...

Ana, minha amiga tao querida
Este post mostra vc, inteira e maravilhosa!
Parabens e obrigada por dividir conosco estes momentos tao profundos e especiais.
Adoro vc!!
Beijo grande no seu coração

http://blogdaclauo.blogspot.com/

NiNe disse...

Ana,
Só agora pude ler o teu post!!! Demorei dois dias (pq aki no trabalho tenho q ler nos intervalinhos...) mas li tudinho.

e nao tem como se não se emocionar!!!

com certeza está foi a melhor viagem q vc já fez. Viu a relidade de pertinho pertinho... sentiu, chorou, viveu!!!

suas palavras, teus pensamentos e teus ideais me fazem admirar ainda mais vc menina!

Me identifico muito com vc como sonhadora e emoção - lá em casa é o coração e a razão tbem.

Mas diferente de vc eu sou muito preguiçosa e acomodada... os sonhos ficam apenas nos sonhos e devia sair disso e realizar, fazer acontecer!!!

Preciso de uma viajem destas que vc fez...


Bjoes bem grandoes e parabens pelas palavras

Coisas de mãe disse...

Ana, este post é maravilhoso. Me tocou muito. Acho que se eu tentar explpicar não vou conseguir expressar tudo o que senti.

Achei lindo : )

beijo

Pati

Rudimila disse...

Ana, cheguei aqui através do blog da Gi (a do Fusquinha) e vc me emocionou!

Me tocou, me deixou com os olhos cheios d'água!

Não sei mais o que dizer, só que adorei te conhecer, vc é especial.

Bjs!

Rudi

Nine disse...

Querida! Demorei pra chegar porque estava viajando a trabalho! Li tudinho e amei! Da vida, acredito eu, levamos o que aprendemos e o amor que carregamos! Beijos!

Roberto. disse...

Ana,

Gostei.
Fiquei impressionado.
Chorei de verdade.
Caíram-me lágrimas dos olhos.
Minha mulher se chama Ana e também gosta muito de viajar.
Vou mandar um link para ela, quem sabe ela lê.
Se ler, creio que vai gostar.

Paula disse...

Muito bacana. Valeu a pena!!!

Juliana disse...

Uffa...
Que palavras mais fortes e iluminadas!
Sem dúvida foi a viagem de sua vida! Esse povo só nos traz lições, só nos mostra o quao pequeno sao nossos problemas, o quao triste é ter tudo e sentir que nao tem nada, ao contrario deles que nada tem e sempre acham que ja tem o suficiente para o dia. Eu tenho um orgulho danado desse povo. Que Deus abençoe mesmo o sertao...
Lindo!Amei, aplausos pra voce!!!!!