quarta-feira, 8 de maio de 2013

VIAGENS E ESCOLA: o que fazer quando a criança perde aulas? (POST EM PARCERIA COM O BLOG KIDS INDOORS)


Uma pausa nos relatos chilenos para outro assunto..Mas tem a ver com essa viagem,e com outras também!! Trocando ideias pelo Facebook  dia desses com a Gi,do ótimo blog KIDS INDOORS,surgiu o assunto de escola,e de como a gente faz quando o Enzo viaja,já que a gente sempre viaja fora do período de férias!( sim,é pra economizar mesmo..temporada de férias tudo dobra de preço,ora essa!!)

A Gi e os filhos também sempre viajam fora do período das férias e ela tem uma dica bem legal para os filhos não ficarem atrasados na matéria.Olha o relato dela:

"Sempre que tiramos férias familiares, ou viajamos por motivo de trabalho (meu ou do meu marido), é no período escolar. Daí vem à preocupação com a recuperação da matéria perdida.  O que fazer? De início meu filho pedia o caderno de um colega emprestado, e passava o dia inteiro e parte da noite, copiando a matéria, pra devolvê-lo no outro dia. 



Mas daí eu tive um estalo: pedi para uma mãe de um colega tirar fotos das páginas dos cadernos e me mandar por email.  Facilitou muito. Dependendo de onde vamos levamos o caderno de aula (que por enquanto ainda é só um) e o livro didático (que também é só um) . E ele vai copiando a matéria toda noite e fazendo os exercícios. Se não dá pra levar o material, em função do espaço e do volume, ele pelo menos dá uma olhada nas fotos, no email mesmo e fica a par do que estão fazendo em sala de aula. Assim quando retorna, passa a limpo tudo no caderno, sem correria e consegue acompanhar tudo, sem estresse na sala de aula.
imagem cedida pela Gisele KIDS INDOORS :)

Semana passada fomos à Porto Alegre, em função da inauguração de um espaço cultural, do qual eu fiz uma ilustração para uma parede no hall de entrada, e uma coisa que facilitou muito foi o Facebook.  Eu adicionei as professoras e elas me passaram uma parte do conteúdo por mensagem, os materiais que as crianças precisavam levar essa semana, além das datas das provas e o que elas precisavam estudar.  Acho que essas novas tecnologias ajudam muito o estar presente, sem estar. " 
Gisele F. Barcellos


Adorei a dica do caderno e do Facebook!! Realmente é muito bom poder usar toda essa tecnologia que está ao nosso dispor para ajudar nesse aspecto!!! 

Bom,já aqui em casa eu sempre converso na direção da escola antes da viagem,explico que ele vai faltar aula e peço as professoras todo o conteúdo que será dado em sala de aula.Confesso que na viagem não levamos material,até porque no caso dele são apostilas enormes para cada matéria e um caderno para cada,fica complicado levar tudo em viagem! Provavelmente em uma viagem mais longa,mesmo com esse peso todo,isso teria que ser feito de alguma maneira...
Mas quando voltamos não tem choro nem vela: é correr atrás do tempo perdido e fazer toda a lição dada nos dias que ele perdeu aula e dar uma reforçada ampliando o horário dos estudos.
No geral ele pega o ritmo de novo rápido,e graças a Deus nunca deu problema nas notas, nem no aprendizado!

Óbvio que o que ele vivencia na sala de aula,as experiências e a troca de ideias com colegas e professores,além das aulas de campo e etc, tudo isso é super importantes para o aprendizado como um todo,como bem lembrou a Gisele, e que isso infelizmente ele perde um pouco  em não estar presente na sala de aula. :(

Mas é importante também frisar que em uma viagem é possível exercitar muita coisa,além da geografia,e de outro idioma! Na semana em que chegamos,por exemplo: durante os estudos usei muitos exemplos do que ele viu e vivenciou na viagem,e isso notoriamente facilitou o entendimento dele.Por coincidência ele estava estudando sobre os diferentes estilos de vida  e de aprendizado,e como vive cada criança em vários lugares do mundo. Usei nas tarefas enquanto a gente estudava o exemplo  das crianças que a gente viu por lá indo para a escola,os diferentes hábitos, o que comem,como se vestem,etc.

O velho e bom globo ensina e diverte!! 

Acho que com jeitinho,é possível sim associar a viagem com o aprendizado.Viajar é extremamente enriquecedor,mas cabe aos pais reforçarem isso!
Sinceramente eu sempre acreditei mesmo antes de ter um filho,que viagens podem ser extremamente enriquecedoras!! Procurar conhecer e viver um pouco a vida das pessoas do local onde você está visitando,além de divertido abre novos horizontes.

Procurar conhecer mais sobre a cultura do local,conversar com as pessoas de lá,seus costumes,seus hábitos,sua comida e o porque de tudo aquilo dão um outro sentido a sua viagem.É legal comer um prato típico de uma região? É! Mas é mais legal ainda saber o que aquilo representa para as pessoas daquele local,que cada ingrediente daquele tem uma razão de ser e tem muita coisa por trás disso: existe abundância daquele alimento ali? por quê? é tradição? como começou e de onde veio?)

Pra mim aquele velha máxima de "em Roma faça como os Romanos" tem que ser levada a sério.Isso não significa abdicar ou desprezar a sua cultura e seus modos,mas sim se dar a chance de conhecer algo novo.

Acredito que  quando você permite que a criança ou  que você mesmo vivencie um pouco da cultura de onde se está visitando,fica um pouco disso tudo com você pra sempre,abre novos horizontes,derruba preconceitos e passa a existir um respeito maior pela diversidade como um todo,e uma vontade cada vez maior de aprender sobre aquilo que está bem mais além dos nosso olhos!! ;)

Observação importante: na minha opinião a escola tem um papel extremamente importante no desenvolvimento e aprendizado da criança,e com certeza o lugar de criança é na escola.Porém se a falta for inevitável,ao meu ver os pais então tem que tentar tornar essa perda a menor possível,estimulando o aprendizado durante a viagem de diferentes formas,e claro de ajudar o filho a recuperar posteriormente todo o conteúdo perdido nos dias em que faltou  a escola. As viagens por mais enriquecedoras que sejam jamais substituem o conteúdo dado em sala de aula,porém cabe aos pais fazerem com que a experiência enriqueça ainda mais o aprendizado da criança.

E você,como faz com o conteúdo perdido nas viagens?





8 comentários:

Paty Michele disse...

Oi Ana
Hummm... como professora, eu confesso que não gosto qdo meus alunos viajam fora de época. Já preparei apostilas para uma aluna que ficou 15 dias fora. Geralmente mando anotarem as páginas dos livros e na volta tento dar uma reforçada, mas nunca é a mesma coisa.
A ideia de fotografar o caderno é excelente!
Como mãe, só viajei com Bento em feriadões ou férias. tudo custa o olho da cara, mas fazer o quê... é qdo eu tbm estou de férias e tem sol. Amo praia.
Aproveito pra te desejar um ótimo Dia das Mães.
Beijos.

Martha disse...

Oi Aninha... Otima sua dica, pq por aqui sempre tiramos (e pretendo seguir) as férias em épocas escolares.
Laís ainda frequenta a fase 1, mas as tias faziam questão que ela frequentasse todos os dias esse mês de férias. Mas com agente em casa, tentando descansar, esta super difícil..
Amanha vou tentar usar um pouco dessas dicas e conversar com a Professora dela.
Volto para contar como fizemos, numa idade menor.
Bj Grande

Nelinha Dantas disse...

vim agradecer pela sua visita lá no meu blog, uma paz enorme pra vc e seu filho
www.samukatraquina.blogspot.com.br

Liliana Câmara disse...

Oi Ana ..Adorei o post..rs..e que post heim, essa dica de fotografar o livro é sensacional..a criança so tem a ganhar...Assim que Pedro tiver nessa idade vamos fazer uso disso..rs

Dany disse...

Ana, eu nunca viajo com Caio durante o período letivo. Isso não é bom. Claro que durante uma viagem o aluno enriquece muito sua parte cultural e muitas outras coisas e é pra isso que existem duas férias escolares (janeiro e julho).
Como professora, eu fico p. da vida quando meus alunos viajam e depois os pais querem reforço, reposição e tal. A criança precisa aprender que pra tudo existe sua hora. Desculpe-me se fui franca demais, mas é o que acho.
Beijocas!

Mãe Mochileira,Filho Malinha disse...

Olá Meninas,:)
bom ..vi que o post está gerando em partes uma falsa ideia de que defendo o aluno perder aulas,e não é isso gente!! rsrs..pelo contrario,falo nele que a experiencia e o que ele perdeu é insubistituivel,porém se a falta for mesmo inevitável,ai sim cabe aos pais transformarem a viagem no mais proveitosa possivel!! Porque viajar não é só diversão não..se aprende mesmo!!
beijooooos!! ;)

Chris Ferreira disse...

oi Ana, ótimas dicas. Eu tb já viajei bastante fora das férias, mas com as séries ficando mais avançadas eu não consigo ficar mais tanto tempo ausente.
Gostei muito das dicas e da opção da Gi.
beijos
Chris

Indra Filgueiras disse...

Meus filhos sempre viajaram em maio e nunca tivemos nenhum problema por isso. Muito pelo contrário, voltavam com experiências ricas na bagagem e muitas novidades para contar aos colegas e professores.